• contato@goldstreet.com.br

Investir

Hoje, o Brasil é líder em investimentos na América Latina. Muitos fundos locais e grandes empresas de investimento estrangeiras estão direcionando seus investimentos para o nosso país, por isso vem se destacando no cenário Latino-Americano de investimento Venture Capital e Private Equity, registrando crescimentos expressivos desde 2018.

O ano de 2021 apresentou um crescimento de mais de 2.6 vezes o volume investido em 2020, mostrando um aumento considerável no ticket médio de investimento.

Embora analistas estivessem prevendo que este crescimento fosse uma possível “bolha”, os números de 2022 também foram expressivos, mesmo o crescimento tendo sido muito menor que de 2020 para 2021 (em valores  percentuais).

De acordo com dados do estudo Inside Venture Capital, da Distrito Dataminer, de 2017 até 2021 os investimentos em startups no Brasil multiplicaram por 10 (em dólar).

O ano de 2022, embora tenha tido um volume menor que 2021, registrou crescimento em relação a 2020, podendo indicar que o resultado de 2021 foi excepcional e que não refletiu a correta  amplitude da tendência de crescimento.

Certo é que, quando comparado com mercados mais maduros, o Brasil tem ainda um enorme espaço de crescimento a percorrer no investimento Venture Capital.

Porque investir no Brasil:

O Brasil possui uma das maiores economias do mundo, é líder na América Latina e vem crescendo continuamente nos últimos anos. Este crescimento cria um enorme campo de oportunidades, estabelecendo um ambiente favorável para startups em todos os estágios, mas especificamente no estágio inicial, proporcionando um terreno fértil para investimentos de Venture Capital.

Outro fator que devemos considerar é que a crescente classe média brasileira cria um enorme mercado para startups B2C (focada no consumidor), oferecendo oportunidades de investimento em empresas que atendem esse segmento.

Mas o fator populacional mais importante são as classes baixas (as classes D e E representam 50,7% da população segundo o Infomoney). O serviço prestado pelos governos federal, estadual e municipal apresenta muitas lacunas, abrindo muitas oportunidades para startups de impacto social.

Quer saber mais:

Nosso portfólio:

GSVC 1 DE IMPACTO SOCIAL

Fundo de investimento em startups que promovem impacto social e ambiental positivos.

A estratégia deste fundo é fazer captações específicas para uma única startup, podendo ser uma captação híbrida com fundo + Crowdfunding, onde a GoldStreet é o investidor líder.

Em 2023 abriremos a possibilidade de aporte em fundo para investimento em portfólio de startups.

Portfólio:

 

 

GSVC 2 DE BIODIGITAL E TECNOLOGIAS

Para capturar as oportunidades que estão surgindo com o Biodigital em diversos ecossistemas de inovação no Brasil, a GoldStreet se uniu ao empresário e investidor, Paulo Oliveira, formatando um novo fundo denominado GSVC 2 de Biodigital e Tecnologias.

Esta parceria vem fortalecer o time da GoldStreet, não só pela sua experiência, mas também por trazer grandes oportunidades de investimento que irão compor o portfólio do GSVC 2.

Portfólio:

Clique aqui e baixe nosso portfólio com informações e as oportunidades de investimento em Português

Clique aqui e baixe nosso portfólio com informações e as oportunidades de investimento em Inglês

 

 

GSVC 12 DE TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

Em uma estratégia de buscar oportunidades de investimento em startups early stage nos ecossistemas de inovação, a GoldStreet se uniu ao empresário Hélio Guilherme, formatando o fundo denominado GSVC 12 de Tecnologia e Inovação, que irá investir em startups originadas principalmente na StartES – Fábrica de Startups do Espírito Santo.

Os projetos de Fábricas de Startups desenvolvidos pelo nosso sócio Dennis Nakamura, estão colaborando com o desenvolvimento de ecossistemas de inovação e empreendedorismo, como os recém criados em Guarulhos/SP, Grande ABC/SP e outros que estão em fase de estruturação e lançamento.

A StartES começou suas atividades em novembro/2022 e o GSVC 12 já está formatado e com captação aberta para os futuros investimentos.ç

Quer saber mais: